Novos laboratórios e vacinação garantem agilidade e prevenção no atendimento diário à população

Por Prefeitura de Manaus – 16, julho, 2024


Tratar a saúde pública como prioridade é trabalhar para melhorar todas as etapas do atendimento à população. Responsável pela atenção básica de saúde, a Prefeitura de Manaus acaba de inaugurar um novo espaço para o funcionamento de dois laboratórios que atendem as 235 unidades de saúde da rede assistencial da saúde municipal, garantindo mais agilidade no cuidado diário voltado à prevenção. 

O Laboratório Distrital Oeste Farmacêutica Ana Maria Sousa Pinheiro e o Laboratório de Especialidades Professor Sebastião Ferreira Marinho funcionavam em estruturas distintas e passam a ocupar um único endereço no bairro Santo Agostinho, na zona Oeste da capital.

A inauguração do novo local é a concretização de uma caminhada que vem sendo construída diariamente: em 2023, a saúde de Manaus tornou-se a primeira do País a fazer o processamento de exames preventivos do câncer do colo do útero, meio líquido, dentro da rede pública municipal.

Agora, a Prefeitura de Manaus trabalha com serviços automatizados no Laboratório de Especialidades Professor Sebastião Ferreira Marinho, que realiza 180 mil exames nas especialidades em que atua: Citopatologia, Microbiologia e Controle de Qualidade da Tuberculose, além da Citologia Clínica.

A preocupação com maior agilidade e qualidade no diagnóstico também é realidade na unidade do Laboratório Distrital Oeste Farmacêutica Ana Maria Sousa Pinheiro, que realiza exames bioquímicos, hematológicos, imunológicos, sorológicos, parasitológicos, bacteriológicos e sumário de urina, de forma automatizada, agregados a um sistema de software moderno (Softlab), que realiza a interface das informações entre o laboratório e os postos de coleta. A integração de dados permite que os usuários acessem os resultados pela plataforma LabOnline (https://labonline.manaus.am.gov.br/exames.php).

Além disso, a unidade prepara e encaminha amostras de exames específicos para instituições parceiras, sendo referência para 17 bairros, com 12 postos de coleta fixos e dez itinerantes. São 1 milhão e 200 mil atendimentos por ano.

Se, de um lado, a Prefeitura procura automatizar processos que permitem maior controle e rastreabilidade no recebimento do resultado de exames; de outro, a humanização faz toda a diferença para a cobertura vacinal.

No último ano, Manaus foi reconhecida como referência nacional em cobertura vacinal, conquistando o primeiro lugar com um índice de 79,91%, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde. Esse feito coloca Manaus à frente de outras cidades do país e demonstra que as estratégias desenvolvidas pela Prefeitura para ampliar o acesso do público às vacinas vêm contribuindo de forma decisiva para os resultados positivos.